top of page

CONVERSAS
INTERDISCIPLINARES

QUANDO FALAMOS EM INTERDISCIPLINARIDADE, ESTAMOS DE ALGUM MODO NOS REFERINDO A ALGUMA FORMA DE INTERAÇÃO ENTRE DUAS OU MAIS DISCIPLINAS, OU ÁREAS DO SABER. PESSOAS ARTISTAS E PESQUISADORAS DE DIFERENTES CAMPOS DO CONHECIMENTO FORAM CONVIDADAS PELA CONFERÊNCIA A APRESENTAR QUESTÕES DE INTERESSE PARA O CAMPO DOS ESTUDOS DO MOVIMENTO, COM A INTENÇÃO DE PROPORCIONAR A TROCA DE SABERES, ALIMENTAR DEBATES, PROVOCAR INTERSEÇÕES E MOTIVAR CONEXÕES ENTRE PARTICIPANTES DA CONFERÊNCIA, QUE PODERÃO ENGAJAR-SE NESTA ATIVIDADE DE FORMA PRESENCIAL OU VIRTUAL.

01 de agosto

16h30 às 18h

Sala de Conferências

Centro Coreográfico da

Cidade do Rio de Janeiro

Um link será enviado próximo ao evento

para as pessoas inscritas na Conferência.

2a70ec38-69e6-4e42-9809-5bd3bad82d93.jpeg

Profa. Dra.
Branca Telles Ribeiro
Sociolinguista

O AQUI E AGORA DA COMUNICAÇÃO NAS INTERAÇÕES SOCIAIS O que conversas e interações do dia a dia podem nos dizer sobre os/as participantes ou sobre as suas relações (de poder, de amizade, de sedução, etc.)? Como conversas entre pessoas amigas, entre colegas de trabalho ou entre profissionais, produzem um sistema que revela o que acontece nessas interações do ponto de vista sociolinguístico? E como, também olhando para conversas e interações, podemos entender melhor a vida social e o mundo em que vivemos? Como sociolinguistas têm analisado estruturas e funções de conversas compartilhadas no dia a dia e na interação face a face? Nosso encontro se propõe a discutir algumas dessas perguntas. Através de segmentos de vídeos e transcrições, observaremos a possibilidade de se fazer uma análise minuciosa e detalhada, metodologicamente apoiada e teoricamente embasada na emergência de trocas conversacionais em diversas instâncias da vida cotidiana. Prof. Dra. Branca Telles Ribeiro: Professora Emérita da Lesley University (Cambridge, MA) e Professora Adjunta da UFRJ (Linguística Aplicada/Psiquiatria-IPUB). Coordenadora de pesquisa em Linguagem, Comunicação e Saúde Mental (CNPq). Nos EUA, coordenou pesquisa interdisciplinar na área de Comunicação, Identidade e Clínica e, no Brasil e no exterior, tem publicado extensamente nas áreas de Sociolinguística Interacional, Comunicação em Saúde Mental, Comunicação Intercultural (questões de gênero, etnia, classe social), e, temas afins à performance de identidade na interação social. Branca é graduada pela PUC Rio, com Mestrado em Linguística pela PUC Rio, Mestrado em Sociolinguística pela Georgetown University, Doutorado em Linguística pela Georgetown University e Pós-doutorado em Psicologia Social pela Harvard University.

734a411b-b6e1-4dca-8b87-15e04347de27.jpeg

Profa. Dra.
Dinah Papi Guimaraens
Arquiteta e Antropóloga

PAISAGENS TRANSCULTURAIS: NOTAS SOBRE DECOLONIALISMO, ECOFEMINISMO E CORPOS CIBORGUES CONTEMPORÂNEOS Ecofeminismo e Ecologia Decolonial como movimentos de desobediência civil e luta contra o colapso ecológico. Novas formas de imaginar o futuro incluem reação contra toxicidades ideológicas e químicas, assim como contra Racismo, Patriarcalismo e Especismo. Conceitos de Sustainismo em Arquitetura/Design incorporados às posturas críticas sobre paradigmas de Raça e Gênero na sociedade ocidental. “Manifesto Ciborgue” de Haraway como inspiração aos Ciberfeminismos. Intervenções Corporais para construção do Corpo Ciborgue Transexual, Travesti e Transgênero. Corpo como marca identitária e sua relação com o natural e o não natural. Noção de resistência ao poder que busca controlar a vida das populações a partir do corpo ou Biopoder, no sentido Foucaultiano, ao questionar modos de existência tradicionais de comunidades indígenas e de setores populares. Prof. Dra. Dinah Tereza Papi de Guimaraens: Professora Adjunta de Arquitetura/ Urbanismo da Universidade Federal Fluminense, UFF, é graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Santa Úrsula, USU, com Mestrado e Doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ e Pós-Doutorado na University of New México. EUA. Com extensa experiência prático-teórica em culturas indígenas, afro-brasileiras e populares nas áreas de estudos interdisciplinares de performance/dança, artes visuais, museus, música, antropologia, educação e comunicação social, Dinah publicou Continous City: Urban Digital Transcultural Logics (2019) e, com Lauro Cavalcanti, Arquitetura Kitsch Suburbana e Rural (1979, 2006) e Arquitetura de Motéis Cariocas: Espaço e Organização Social (1980, 2007). Organizou os livros Estética Transcultural na Universidade Latino-Americana (2016) e Museu de Artes e Origens: Mapa das Culturas Vivas Guaranis (2003).

02 de agosto

16h30 às 18h

Sala de Conferências

Centro Coreográfico da

Cidade do Rio de Janeiro

Um link será enviado próximo ao evento

para as pessoas inscritas na Conferência.

IMG_0033.JPG

Prof. Dr.
Guido Conrado

 

QUANDO O VERBO SE FAZ CARNE - QUESTÕES SOBRE CORPO, LINGUAGEM E POLÍTICA A política, contrariando o previsto pela física clássica, sempre foi um lugar onde dois corpos podiam ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo. Atualmente, em meio à lógica das configurações das formas de existência pública daquilo que veio a ser nomeado como multidão - em oposição à ideia unitária de povo - somos desafiados a pensar que não apenas corpos, mas também "mundos inteiros" incompossiveis podem coexistir num mesmo lugar. Tanto o fato da palavra povo precisar ser substituída pela palavra multidão, para designar as formas de existência pública dos "muitos", quanto o fato de podermos consentir a "existência simultânea de mundos incompossiveis" reflete - é bem verdade - transformações da linguagem. Mas não podemos nos enganar, não estamos tratando aqui das formas de configuração da comunicação, estamos falando dos modos contemporâneos de encarnação da linguagem. Em linhas gerais, será este o conjunto que questões que ofereceremos como ocasião para a propositura do nosso diálogo sobre "corpo, linguagem e política". Prof. Dr. Guido Conrado: Teórico e pesquisador das artes e da moda, possui Mestrado e Doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Filosofia da Arte e Estética da Pontificia Universidade Católica doRio de Janeiro, PUC-Rio. Integra o Coletivo Resdesign, em companhia do qual investiga transposições de recursos das linguagens visuais das artes e do design para a inovação em serviços, processos e produtos e atua como Especialista em Processos Criativos na Célula de Inovação do Senac-RJ.

Celina Charlier flauta credito da foto Luiz Casimiro.jpeg

Profa. Dra.
Celina Bordallo Charlier

 

FLAUTA E MOVIMENTO: UMA PERFORMANCE ONLINE COLETIVA E INTERATIVA EM TEMPO REAL Desde 2001, dirigindo e atuando como flautista em performances musicais colaborativas através da internet, desta vez faço um convite à dança: dialogar em gesto e postura com o estímulo musical de flautas de sonoridades diversas, para explorarmos em conjunto as possibilidades de uma atuação online coletiva em tempo real. Em uma performance musical, habitualmente se explora três possibilidades de interação som-espaço: adaptar a maneira de tocar para que a música soe igual em diferentes espaços, criar uma música especificamente para um determinado espaço, ou manter a performance constante e deixar que a interação com diferentes espaços transforme o som. Na performance online, acrescentamos o atraso entre som emitido e som escutado, o atraso na imagem e a delimitação dos espaços individuais na tela. Na tentativa de criarmos um diálogo que integre as características do meio, poderemos perceber como a atuação de cada participante contribui para o mosaico em movimento e explorar nossas possibilidades criativas em uma performance que se deseja colaborativa em tempo real (ou tempos reais?) e espaço virtual. Prof. Dra. Celina Bordallo Charlier: Radicada em Nova York há 25 anos, a flautista Celina Charlier desenvolve carreira internacional como intérprete, maestrina, professora e arranjadora. Formada pela Escola Municipal de Música de São Paulo, é Bacharel pela UNESP e Mestre e PhD pela New York University (NYU), onde lecionou por 18 anos. Fundou e liderou o Departamento de Música da NYU Abu Dhabi, com corpo docente e discente de mais de 100 países. Se apresenta em inúmeros paises e está especialmente envolvida em performances interdisciplinares online, incluindo a liderança da “Orquestra Online Celina Charlier” com músicos de 4 continentes. Além disso, leciona flauta e história da música em universidades americanas, entre as quais Maryville University e Tulane University.

Coordenação
Regina Miranda

MSc.,
CMA

FÓRUM DO CAMPO LABANIANO NO ENSINO SUPERIOR BRASILEIRO

02 de agosto

18h30 às 20h30

Loft

Centro Coreográfico da

Cidade do Rio de Janeiro

PARTICIPANTES CONFIRMADAS Profa. Dra. Adriana Bonfatti (UNIRIO) CMA - LIMS New York Profa. Ms. Ana Bevilaqua (FAV) CMA - LIMS New York Profa. Dra. Ciane Fernandes (UFBA) CMA - LIMS New York Profa. Dra. Cibele Sastre (UFRGS) CMA - LIMS New York Profa. Dra. Denise Zenicola (UFF) Profa. Dra. Elisa Abrão (UFG) Especialista em Sistema Laban/Bartenieff (FAV/LABAN Rio) Profa. Dra. Flávia Valle (UFRGS) CMA - LIMS New York Profa. Dra. Jacyan Castilho (UFRJ) Profa. Dra. Júlia Franca CMA - LIMS New York Profa. Dra. Lígia Tourinho (UFRJ) CMA - LIMS New York ​Profa. Dra. Lilian Vilela (UNESP) Especialista em Sistema Laban/Bartenieff (FAV/LABAN Rio) Profa. Luciana Bicalho (CAL) Prof. Dr. Marcílio Vieira (UFRN) Especialista em Sistema Laban/Bartenieff (FAV/LABAN Rio) Prof. Dr. Marcus Vinícius Machado (UFRJ) CMA - LIMS New York Profa. Ms. Marina Salomon (Cal) Hon.CMA - LIMS New York Profa. Dra. Marisa Lambert (UNICAMP) CMA - LIMS New York Dra. Marisa Naspolini CMA - LIMS New York Profa. Dra. Neila Baldi (UFSM) Especialista em Sistema Laban/Bartenieff (FAV/LABAN Rio) Profa. Ms. Regina Miranda (FAV) CMA - LIMS New York Profa. Dra. Vivian Vieira (UFU)

Coordenação
Ligia Tourinho

PhD,
CMA

ENSAIANDO O DESENHO DE UMA CARTOGRAFIA DO CAMPO LABANIANO NO ENSINO SUPERIOR DAS ARTES NO BRASIL, SERÃO COMPARTILHADOS RELATOS DE COMO SE TEM TRABALHADO O CAMPO NAS DIFERENTES INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR, CULMINANDO EM AMPLO DEBATE ENTRE AS PESSOAS CONVIDADAS E PARTICIPANTES DA CONFERÊNCIA.

bottom of page